Potencializando os resultados

02/04/2017 |

Muitas pessoas nem sabem qual é o referencial a ser potencializado. E é justamente isso que torna as coisas tão demandadoras. Portanto, se você quer ampliar suas competências profissionais, o primeiro passo é identificar o que você quer modificar.

Muito se fala, hoje em dia, sobre potencializar resultados. Tenho certeza de que você também sonha em ir além. Mas, será que você está indo pelo caminho de resultados positivos?

Em primeiro lugar, seja sincero: quando você pensa em potencializar resultados, qual é a primeira referência que surge em sua mente? Uma barreira ou uma possibilidade?

Se você pensou em barreira, provavelmente, escolheu trilhar o caminho mais demandador. Então, saiba que é possível facilitar as coisas. Você tem todos os recursos necessários para potencializar seus resultados – principalmente se utilizar parâmetros claros, ou seja, se souber exatamente o que quer potencializar.

Muitas pessoas nem sabem qual é o referencial a ser potencializado e é justamente isso que torna as coisas tão demandadoras. Portanto, se você quer ampliar suas competências profissionais, o primeiro passo é identificar o que você quer modificar.

Como desenvolver mais, com menos?

Obviamente, de maneira menos demandadora e com mais resultados. Para isso, tudo o que você precisa é definir todos os referenciais e parâmetros de potencialização. A equação é simples: quando você sabe onde quer chegar, se cansa menos e chega mais rápido.

Outro ponto fundamental para a superação: foco sempre nos resultados. Pense no que você quer conquistar; veja, ouça e sinta o momento da conquista. Utilize seus cinco sentidos para se ajustar às oportunidades que lhe deixarão cada vez mais perto de sua meta.

Muitos profissionais perdem tempo pensando no quanto a potencialização de resultados está distante. Assim, acabam esquecendo os parâmetros, desviam o foco do resultado e, consequentemente, desperdiçam uma parte importante de seu potencial.

Também colocam o sucesso em risco os profissionais que insistem em se comparar a outros e que não param de se perguntar: “O que ele tem que eu não tenho?”. Ou que se intimidam diante das conquistas alheias, que perdem tempo com sentimentos pequenos como ciúmes e inveja.

Medalha de ouro!

Se pensarmos no mundo dos esportes, veremos que o bom atleta é aquele que acompanha seu próprio desenvolvimento e, progressivamente, escolhe novos desafios a serem superados. Isso é essencial para o sucesso – a não ser que você se contente com a medalha de bronze.

Se você não quer nada menos do que o ouro, uma boa dica é escrever, em um caderno ou diário, todos os seus limites. E os novos desafios que podem servir de estímulo para superá-los.

Para começar, faça um simples exercício agora mesmo: primeiro, pense em que estágio você está hoje profissionalmente. Em seguida, reflita alguns minutos sobre todas as superações que você já realizou ao longo da sua jornada. Por fim, determine que novos desafios você quer.

O ideal é repetir esse exercício diariamente. Tenho certeza de que você ficará surpreso e muito animado ao perceber que pode superar um novo desafio todos os dias.

Boa sorte e ótimos resultados!

Texto: Marcia Dolores